Apple Vision Pro chegando em novos países, confira

Apple Vision Pro

Vazamento de suporte de idioma sugere nove novos locais de lançamento do Apple Vision Pro.

Em breve, O Apple Vision Pro poderá ser lançado em nove novos países, com base no próximo suporte de idioma para o teclado virtual do computador espacial.

Descoberto pelo pessoal do site MacRumors, 12 novos idiomas em breve serão adicionados ao Vision Pro, que atualmente só pode acessar o inglês dos Estados Unidos.

O headset de RV/RA ainda está disponível apenas no território de origem da Apple, após o lançamento no início de fevereiro de 2024, embora este vazamento mais recente sugira que os usuários pelo menos poderão selecionar os seguintes idiomas:

  • Inglês (Austrália)
  • Inglês (Canadá)
  • Inglês (Japão)
  • Inglês (Reino Unido)
  • Francês (Canadá)
  • Francês (França)
  • Alemão (Alemanha)
  • Japonês (Japão)
  • Coreano (Coreia)
  • Cantonês (Tradicional)
  • Chinês (Simplificado)

Naturalmente, esse suporte potencial também sugere fortemente que os clientes em breve poderão comprar o Vision Pro desses países também.

Há alguma sobreposição aqui, mas o Reino Unido, França, Alemanha, Austrália, Canadá, Japão, Coreia do Sul, China e Singapura parecem ser os próximos locais de lançamento. É também provável que o headset chegue a Taiwan e Hong Kong. É uma pena para apple fãs brasileiro porque ainda não tem previsão para Apple vision pro chegar aqui no Brasil.

Até agora, a Apple tem sido reservada sobre quando o Vision Pro será lançado além dos Estados Unidos, apenas observando que lançaria o headset em países adicionais ‘ainda este ano de 2024’.

Analistas anteriormente especularam que a Apple tornará o headset mais amplamente disponível antes da WWDC 2024 (10 a 14 de junho), e essas novas informações parecem corroborar esse cronograma (em vez de um lançamento no outono, por exemplo).

Não saberemos com certeza até que a Apple realmente inicie os envios internacionais do Vision Pro, no entanto, então fique atento para uma palavra oficial conforme a obtivermos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *